ARTIGOS

por Marcia Ahrends

A Medicina Nossa de Cada Dia

 

 

Prioridade 1: RESPIRAR

 

Ao nascermos, nosso primeiro alento dá início a fluência da vida em nós.

           

Em Medicina Chinesa, é a partir daí que o Pulmão (Fei) começa a infundir o Qi (energia) nos canais e o sangue (Xue) nos vasos; a conectar o que está fora com o que está dentro, nutrindo o interior e protegendo o exterior e nos ensina a absorver e a deixar ir a cada respiração.

 

É com a absorção do Qi leve do ar que o produto final de tudo o que vai fluir em nós é conseguido.

           

A meditação é sem dúvida a maior medicina de todas e qualquer método tem início com a observação da respiração.

 

Prioridade 2: BEBER

 

Toda matéria física viva é constituída em sua maior parte de água.  Em nosso corpo esta parte equivale a 60 ou 70% de seu peso total. Isto porque em cada célula, em cada tecido ou órgão também encontramos este percentual. Quando a água fica estagnada dejetos e detritos começam a entrar em decomposição. 

 

A água limpa, renova, umedece, irriga, lava literalmente e também conduz, reverbera e se deixa impregnar de nossas intenções.

           

Toda e qualquer prática terapêutica começa restaurando o hábito de ingerir água.

 

Prioridade 3: COMER

 

Nossa nutrição começa com tudo aquilo que gera energia (Qi) e sangue (Xue) de qualidade, preferivelmente sem gerar resíduos e dejetos, que muito custam para serem eliminados.

           

Como sempre fomos ensinados a depender de uma medicina externa, não aprendemos que gostoso, saboroso e nutritivo é somente aquilo que a Terra nos oferta diretamente, com o mínimo de processamento.

           

Estes alimentos estão vibrando em cores, aromas, formas e sabores que mostram a variedade e a qualidade exuberante de sua energia (Qi) e por isso nutrem, curam, limpam e restauram.

 

 

Prioridade 4: EXERCÍCIOS

 

Existem exercícios que favorecem a absorção, o processamento, a fluência e a renovação de energia (Qi).

           

Os exercícios orientais como Tai Ji Guan (Tai chi chuan), Qi Gong (Chi kun), Lian Gong, Ba Duan Jin, etc. foram especialmente concebidos para este fim. Estes restauram e não devem causar nenhum tipo de desgaste, seja energético ou físico.

 

A continuidade da prática desenvolve a auto-observação, aprofunda a consciência, promove serenidade, relaxamento e bem estar enquanto o corpo se torna progressivamente mais revigorado.

 

Prioridade 5: REPOUSO

 

Durante o dia produzimos e criamos muitas coisas, alternando atividades mentais com atividades físicas vamos tecendo nossa parte nesta maravilhosa teia da Criação.  Mas existe a necessidade de voltar ao Vazio (Wu Ji), ao nada e, por isso, dormimos.

 

Durante o sono profundo o sangue (Xue) se restaura e com ele também os olhos, os tendões, ligamentos   e músculos, enquanto estamos imóveis. 

 

Algumas estruturas que durante todo dia na posição ortostática (vertical) sofrem a ação da gravidade, necessitam da posição horizontal que diminui a pressão sobre elas, permitindo a reidratação, como as articulações.

           

É o momento da mente se recolher ao interior, zerar, esvaziar, dar uma pausa nas informações, nos estímulos sensoriais enormemente solicitados nas atividades diárias.  É provado que meditar pode ser mais restaurador do que o próprio sono.

 

É do Vazio que provém toda a criação, por isso a qualidade do repouso acolhe e fertiliza a semente de nossa criatividade.

 

O direito de cuidar de si mesmo é inato e inalienável; liberta de qualquer dependência externa e ninguém pode fazê-lo melhor do que você.

 

Aumente sua qualidade de vida assumindo a responsabilidade por ela!